ESCOLA PROFISSIONAL
Instituto de Tecnologias Náuticas

Cursos Profissionais Nível 4

Esta oferta formativa destina-se a jovens, entre os 15 e os 20 anos, que tenham concluído o 9º ano de escolaridade. Concluída a formação, os alunos os alunos obtêm a certificação de nível secundário, com a qualificação de nível 4, do Quadro Europeu de Qualificações.

Contramestre (Marinha Mercante)

Objectivo do Curso

O Contramestre da Marinha Mercante é o profissional qualificado apto a coordenar e controlar o trabalho dos marinheiros no convés dos navios mercantes, segundo ordens recebidas dos oficiais, e verificar a sua posterior execução. A conclusão deste curso (nível 4), com aproveitamento e após os tirocínios exigidos por lei, permite o acesso ao escalão da mestrança na categoria profissional de Contramestre (CNP 8.3.4.0.20). Este curso possui, ao fim de ano e meio, a saída intercalar de Assistente de Mecânica e Navegação Marítima (nível 2). Esta saída intercalar permite a obtenção das categorias profissionais de Marinheiro de 2.ª Classe (CNP 8.3.4.0.25), de Ajudante de Maquinista (CNP 8.1.6.2.15) ou Marinheiro-Maquinista e, após os tirocínios exigidos por lei, permite o acesso à categoria profissional de Marinheiro de 1.ª Classe (CNP 8.3.4.0.25).

Atividades Principais

  • Orientar e vigiar, entre outros, os trabalhos de limpeza e pintura, destinados à beneficiação e reparação do convés, tendo em atenção a segurança dos marinheiros;
  • Participar nas operações de carga e descarga de material, recorrendo à utilização do aparelho de carga, sempre que necessário;
  • Zelar pelo material a reparar e fazer as requisições necessárias ao bom funcionamento do paiol; Dirigir o trabalho de manobra do navio, mantendo a disciplina e zelando pelo cumprimento das normas de segurança;
  • Largar ou suspender o ferro nas manobras de fundear; Verificar se os locais de trabalho, tais como paióis e porões, se encontram em boas condições de arejamento e iluminação;
  • Inspecionar o material de salvamento e de combate a incêndio, assim como aparelhagem diversa do convés.
 
Técnico de Mecânica Naval

Objectivo do Curso

O Técnico de Mecânica Naval é o profissional qualificado capaz de regular, conduzir e reparar motores diesel, máquinas alternativas a vapor e outras máquinas, bem como aparelhagem auxiliar a bordo de embarcações, sendo responsável pelo seu bom funcionamento. A conclusão deste curso (nível 4), com aproveitamento e após os tirocínios exigidos por lei, permite o acesso ao escalão da mestrança na categoria profissional de Maquinista Prático de 2ª Classe (CNP 8.1.6.2.10). A conclusão, com aproveitamento, do segundo ano do curso de Técnico de Mecânica Naval confere direito à obtenção da categoria profissional de Mecânico de Bordo (CNP 7.2 3.3.25). Este curso possui, ao fim de ano e meio, a saída intercalar de Assistente de Mecânica e Navegação Marítima (nível 2). Esta saída intercalar permite a obtenção das categorias profissionais de Marinheiro de 2ª Classe (CNP 8.3.4.0.25), de Ajudante de Maquinista (CNP 8.1.6.2.15) ou Marinheiro-Maquinista e, após os tirocínios exigidos por lei, permite o acesso à categoria profissional de Marinheiro de 1ª Classe (CNP 8.3.4.0.25).

Atividades Principais

  • Preparar as máquinas, inspecioná-las e verificar o seu funcionamento.
  • Regular as máquinas de modo a que atinjam as condições determinadas, tendo em atenção a sua potência e estado.
  • Conduzir as máquinas durante o percurso, observando pressões e temperaturas e fazendo variar o regime de funcionamento, a fim de permitir as manobras.
  • Detetar avarias na aparelhagem mecânica e elétrica e repará-las, sempre que possível, a bordo ou providenciar pela sua reparação.
  • Dar indicações ou proceder à beneficiação, limpeza, lubrificação e manutenção das máquinas, aparelhagem auxiliar e respetiva instalação.
  • Zelar pela existência de combustível, lubrificantes e outros materiais necessários ao funcionamento e manutenção das máquinas.
Técnico de Mecatrónica

Objectivo do Curso

O Técnico de Mecatrónica é o profissional qualificado apto a desempenhar tarefas de caráter técnico relacionadas com a manutenção, reparação e adaptação de equipamentos diversos, nas áreas de eletricidade, eletrónica, controlo automático, robótica e mecânica, respeitando as normas de higiene e segurança e os regulamentos específicos.

Atividades Principais

  • Selecionar criteriosamente componentes, materiais e equipamento com base nas suas características tecnológicas e de acordo com as normas e regulamentos existentes; 
  • Interpretar e utilizar corretamente manuais, esquemas e outra literatura técnica fornecida pelos fabricantes; 
  • Efetuar operações de correção, ajuste e manutenção segundo as instruções do fabricante; 
  • Analisar e interpretar anomalias de funcionamento e formular hipóteses de causas prováveis; 
  • Interpretar e reparar pequenas instalações de baixa tensão de alimentação, comando, sinalização e proteção; 
  • Colaborar/Coordenar pequenas equipas de preparação e execução de trabalhos no âmbito da sua especialidade; 
  • Reparar e/ou substituir elementos mecânicos, elétricos e eletrónicos em equipamentos e sistemas automatizados; 
  • Conceber e realizar peças mecânicas utilizando processos convencionais e tecnologias CAD/CAM/CIM; 
  • Programar e operar máquinas CNC e sistemas flexíveis de produção; 
  • Programar, operar e desenvolver algoritmos de controlo para autómatos programáveis, utilizados no controlo de motores, servomecanismos e sistemas automatizados;
  • Programar sistemas robotizados.
 
Técnico de Frio e Climatização

Objectivo do Curso

O Técnico de Frio e Climatização é o profissional qualificado apto a organizar e coordenar, com base nos procedimentos e técnicas adequados, o plano de fabrico, a instalação e a montagem dos sistemas de frio e climatização, bem como a conservação, reconversão e assistência técnica de sistemas, com vista à melhoria da sua condição funcional, de acordo com as normas, os regulamentos de segurança e as regras de boa prática aplicáveis.

Atividades Principais

  • Coordenar os recursos envolvidos num trabalho;
  • Executar a montagem de equipamentos mecânicos de frio, ar condicionado e ventilação;
  • Testar e ensaiar os equipamentos, corrigindo as deficiências;
  • Diagnosticar e reparar avarias dos sistemas de aquecimento, ventilação, ar condicionado e refrigeração;
  • Participar no projeto e execução de novas soluções para linhas de produção e processos de fabrico, no campo do frio e refrigeração;
  • Executar planos de manutenção preventiva dos equipamentos de refrigeração ou afins;
  • Utilizar software de apoio a esta área, para projeto e desenho, gestão de exploração e manutenção de instalações de frio e climatização;
  • Participar na realização de diagnósticos energéticos;
  • Modificar os sistemas de refrigeração e climatização a fim de melhorar o seu rendimento e fiabilidade, de acordo com um projeto de alterações:
  • Elaborar relatórios técnicos.
  Com o apoio de : ITN 2013
  INICIO ♦  QUEM SOMOS ♦  CURSOS ♦  GALERIA ♦  INSCREVE-TE ♦  CONTACTOS